TJB e Prefeitura inauguram unidade do Cejusc em Itacaré.

0

27072519_314981479011389_9157663390074182438_n

O Tribunal de Justiça da Bahia, em parceria com a Prefeitura de Itacaré, inaugurou na manhã desta terça-feira a unidade do Centro Judiciário de Solução de Conflitos (Cejusc), uma instância para dar solução a um conflito antes que ele se torne ação na Justiça. A solenidade de inauguração contou com a presença da presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, Desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, do prefeito Antônio de Anízio, do juiz de direito Daniel Álvaro Ramos, da juíza de direito Marielza Brandão Franco, além de diversas outras autoridades regionais.

Durante a inauguração o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio agradeceu à presidente do Tribunal de Justiça da Bahia por atender a essa reivindicação e destacou a importância do Cejusc para resolver os conflitos. De acordo com ele, o Cejusc consegue oferecer amplo acesso à Justiça, sem custos, sem demora, sem grandes formalidades, trazendo benefícios para todos os envolvidos. Cumpre ainda um papel preventivo, dirimindo o conflito já em seu nascedouro. Um espaço que acolhe as diferenças e revela a possibilidade de coexistência de iguais liberdades individuais.

O Cejusc de Itacaré vai funcionar integralmente a partir do dia 19 de fevereiro. A unidade está instalada na rua Santos Dumont, em frente à Praça dos Cachorros, no prédio cedido pela Prefeitura de Itacaré, onde antes funcionava a Secretaria de Desenvolvimento Social. No local advogados e técnicos estarão realizando o atendimento gratuitamente, nas mais diversas áreas, na busca de resolver e mediar os conflitos.

27066804_314981162344754_10252950633545964_n

Os Centros Judiciários de Solução de Conflitos são integrados pelos setores Processual, Pré-Processual e Setor de Cidadania. O pré-processual do Centro Judiciário de Solução de Conflitos oferece uma alternativa pautada no diálogo e na cooperação entre as pessoas para a superação das divergências de interesses. O acordo firmado com autonomia das partes enaltece as possibilidades e as capacidades dos envolvidos, levando a um maior cumprimento do que é pactuado.

A Lei de Mediação (Lei nº 13.140/2015) e o novo Código de Processo Civil (Lei nº 13.105/2015) determinam que os tribunais criem os Centros Judiciários de Solução Consensual de Conflitos (Cejuscs). Segundo a Lei de Mediação (LM), “os tribunais criarão centros judiciários de solução consensual de conflitos, responsáveis pela realização de sessões e audiências de conciliação e mediação, pré-processuais e processuais, e pelo desenvolvimento de programas destinados a auxiliar, orientar e estimular a autocomposição”.

27545054_314982012344669_7982911332459487790_n

27336299_314981552344715_6892975070840788168_n

27459686_314981662344704_9109834077628179384_n

27336203_314981709011366_9114358797805054169_n

27067777_314981302344740_7954410325508697873_n

27067404_314981365678067_2615800403840067062_n 27067163_314981299011407_7286602920204156122_n 27072662_314981152344755_4245640346745596589_n 27073003_314981859011351_433458520840893343_n 27540399_314981999011337_5123768025065314973_n 26994142_314981695678034_1294048027063661915_n

27331847_314981822344688_1784739753430645421_n

27066981_314981179011419_414636437248199560_n

 

Campartilhe.

Deixe Um Comentário

Facebook login by WP-FB-AutoConnect